Professor da Fafiuv conquista título de Doutor em História

Os Monges do Contestado foi o título da tese defendida pelo professor Eloy Tonon no dia 15 de agosto na Unicentro

 

           

            Na sala dos professores, nos corredores, no trajeto de sua casa para o trabalho ou mesmo nos momentos de descontração, não faltaram abraços apertados e cumprimentos para o professor da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras (Fafiuv), Eloy Tonon. Os abraços e os cumprimentos tiveram uma comemoração muito especial.  Pois no dia 15 de agosto, às 14 horas, o professor Eloy conquistou o título de Doutor, junto à Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) em Guarapuava.

            O título veio acompanhado de uma realização pessoal. Há três anos, o professor se dedicou para o tema do seu doutorado. A paixão pela história do Contestado corre pelas suas veias. Tanto que o título escolhido para a tese não poderia ser diferente: Os Monges do Contestado – Permanências históricas de longa duração das predições e rituais no imaginário coletivo.

            A tese foi orientada pela professora Drª. Gizlene Neder da Universidade Federal Fluminense (UFF). Também fizeram parte da banca os professores Dr. Gisálio Cerqueira da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Drª. Ismênia Martins da Universidade Federal Fluminense (UFF), Dr. Paulo Pinheiro Machado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o Dr. Rivail Carvalho Rolim da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

 

Uma conquista

            Se fecharmos os olhos e imaginarmos a apresentação da tese do professor Eloy, conseguimos descrever em poucas palavras como foi. Às 14 horas, ao entrar no Auditório da Unicentro, o homem magro, alto e com um carisma contagiante começa a falar sobre uma de suas paixões: as histórias do Contestado. Foram cerca de quatro horas para a apresentação do tema, com direito até ao brilho no olhar e as palavras que se encaixaram perfeitamente para falar sobre o tema. “Foi uma satisfação, uma alegria e também uma responsabilidade em defender uma tese de doutorado que trata da nossa história regional. Estou muito feliz pois o meu trabalho não parou por aqui. Agora, após a tese e como um historiador, tenho a responsabilidade de estimular, incentivar e até atualizar novas pesquisas para que possamos contribuir para um legado futuro da história do Contestado da nossa região”, afirma. 

 

Metodologia

            O tema foi colocado em prática em agosto de 2006. Além de consultas em livros e pela Internet, os estudos contaram com o relato de pessoas que ouviram falar e/ou acreditam na história dos monges. As entrevistas feitas pelo professor Eloy foram realizadas nas cidades de Catanduvas, União da Vitória e do lado catarinense em Canoinhas, Monte Castelo e Porto União. Também fizeram parte do roteiro de entrevistas as cidades de Sorocaba (SP) e Santa Maria (RS). “Procurei verticalizar a grande permanência no imaginário coletivo da comunidade da região Sul do Paraná e Planalto Norte, onde as crenças, as rezas que têm como fato fundador os monges, ainda permanecem vivas onde deixaram suas marcas sertanejas. É um trabalho de pesquisa muito gratificante”.

 

 

O professor Eloy conquistou o título de Doutor, junto à Unicentro em Guarapuava

 

 

 

Assessoria de Comunicação
Coordenadora: Patrícia dos Santos de Souza

Acadêmica: Wannessa Stenzel 



Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100