Seja bem-vindo a uma reflexão sobre as linguagens da arte

Essa foi a idéia da palestra ‘A experiência moderna na literatura e no cinema’ realizada na Fafiuv


 
            Quinta-feira, fim de tarde. O relógio marca 19h. Em alguns minutos, a primavera dá sinais característicos da estação. Clima abafado com pancadas de chuva. Ou melhor, uma forte chuva. Para os acadêmicos do Colegiado de Letras Português / Inglês e Espanhol da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras (Fafiuv), o fenômeno meteorológico não foi capaz de impedi-los de participar no dia 23, de mais uma palestra do ciclo de conferências do colegiado, que esse ano está vinculado ao projeto Cineclube.
Cabe ressaltar que o evento serviu de inspiração para se falar de literatura e cinema, pois como o projeto envolve esses dois temas, busca-se algo além do que estes dois canais podem oferecer separadamente. O objetivo do Cineclube é ampliar o interesse e a internalização da leitura e da literatura. Essa combinação resultou na presença da professora adjunta da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Drª. Patrícia da Silva Cardoso, que a convite do Colegiado, ministrou a palestra A experiência moderna na literatura e no cinema.
            Com uma linguagem dinâmica e descontraída, a professora graduada em Letras pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mestre e doutora na área de Teoria e História Literária, fez uma reflexão sobre as linguagens da arte: literatura e cinema.
Segundo a palestrante, os leitores e os telespectadores têm uma espécie de obsessão pelas histórias que enfocam a realidade. A professora citou a influência da mídia nessa busca pelo real e atração do público, lembrando o trágico desfecho do seqüestro em Santo André (SP). “O episódio chocou o país. Isso ocorreu porque a mídia aproximou a comunidade de uma realidade. Infelizmente uma realidade trágica. A comunidade se envolveu profundamente neste caso. Uma história e personagens que até então eram desconhecidos”. De acordo com a doutora, essa tendência pelo real veio do século XVIII. “Da narrativa ficcional, o público se encaminhou para o realismo”.
Literatura
            É muito questionada a relação entre a literatura e o cinema. Segundo a palestrante, existe um questionamento que assusta essa relação: “será que a literatura vai acabar com a procura pelo cinema? A resposta dada pela professora é rápida. “Isso não tem nada a ver, porque cada uma dessas artes: a literatura e o cinema, age de uma maneira; ambas nos fazem criar outros mundos”.
            Outra situação refere-se aos filmes que foram baseados em uma obra literária. Neste caso, ela explica que não existem regras que exijam fidedignidade na adaptação de livros. “Muitas vezes, as pessoas assistem a um filme e comentam que a trama não foi igual à narrada no livro. Não existe uma regra para isso. O que devemos visualizar são os detalhes. Os filmes carregam, em sua maioria, particularidades que foram baseadas em determinada obra. E, são essas particularidades que conduzem o leitor / telespectador para a história”.

Cinema
            A professora Patrícia, lembra que foi em 1907 que houve a transferência do público para as telas do cinema. “Foi nessa época que o sistema de reprodução de imagens em movimento, registradas em filme e projetadas sobre uma tela, usadas como forma de expressão artística, ganharam dimensão em massa”.
            O público moderno se coloca em um texto ou em um filme que explora a realidade. “O cinema tem movimento. Essa arte conta com truques que são plenamente satisfatórios”.
            De acordo com a palestrante, a sala escura do cinema criou a sensação de que a imagem projetada tem um grau de realidade. O público atua no cinema ou como testemunha ou participante da trama que estiver sendo apresentada. “De todas as artes, o cinema é a que possui melhores condições de criar o que o público moderno quer ver: a impressão de realidade. O cinema consegue atrair o público completamente”.

 

Fotos:


Professora adjunta da UFPR, Drª. Patrícia da Silva Cardoso

 

 


Acadêmicos e professores do Colegiado de Letras

 

 

Assessoria de Comunicação
Coordenadora: Patrícia dos Santos de Souza

Acadêmica: Wannessa Stenzel 

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100