Professora da Fafiuv desenvolve pesquisa na Alemanha

Professora da Fafiuv desenvolve pesquisa na Alemanha

Karim Siebeneicher Brito foi escolhida para a bolsa do chamado “Doutorado Sanduíche” - uma parte das pesquisas é feita no Brasil e a outra no exterior

 

           A saudade do Brasil é inevitável. Tanto que e-mails, telefonemas e cartas são freqüentes. Tudo para manter ativo o elo de notícias, arraigado de novidades que envolvem o Brasil e a Alemanha.  Estamos falando de Karim Siebeneicher Brito, professora de Língua Inglesa da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras (Fafiuv) e doutoranda em Letras pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). A professora foi escolhida para a bolsa do chamado “Doutorado Sanduíche”, ou seja, uma parte das pesquisas é feita no Brasil e a outra no exterior.
           Em janeiro deste ano, a professora, juntamente com sua família, seguiu viagem para a Alemanha; levando na bagagem uma pesquisa a desenvolver sobre as Teorias de Aquisição de Segunda Língua.  A pesquisa está sendo desenvolvida no Instituto Goethe e terá duração de um ano.

Linhas de pesquisa
           A pesquisa para o doutorado tem como tema Línguas estrangeiras na educação básica brasileira: o aprendiz multilingüe. “O sujeito multilingüe é alguém único, mas é perpassado por todas as línguas que ele conhece, domina e usa. O bilíngüe ou multilingüe utiliza cada uma de suas línguas em situações diversas, com propósitos diversos e com pessoas diferentes”, comenta a doutoranda.
           Um tema apropriado, considerando que cada vez mais o ensino/aprendizagem de línguas estrangeiras recebe mais atenção. Segundo a professora Karim, a tendência é que essa atenção seja mais intensificada. A comunidade européia já objetiva o domínio de duas línguas estrangeiras para cada cidadão.
           Outro aspecto da atualidade, destacado pela professora, é a valorização de línguas chamadas minoritárias; no Brasil, essa valorização recai sobre a cultura indígena. “A valorização que tem acontecido, tem uma motivação principalmente social e política no sentido de que exista uma maior democratização do ensino e da aceitação das pessoas em diferentes contextos culturais”, explica.
            Dados interessantes e desafiadores para os professores de línguas, considerando que estudos demonstram que não há um método ideal para a aquisição de uma língua.

Congresso internacional
            A professora Karim participou entre os dias 24 e 29 de agosto de 2008, em Essen, na Alemanha; do 15 º Congresso Mundial de Lingüística Aplicada (Aila). A professora, juntamente com sua orientadora de doutorado, professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Dr.ª Márcia Helena Alves Boëchat Fernandes, apresentaram no dia 29, a pesquisa intitulada Descobertas neuropsicolingüísticas no multilingüismo individual. Para essa participação, ela contou com o apoio da Fundação Araucária. O congresso teve como tema "Multilingüismo: desafios e oportunidades". Durante os dias de atividades, comissões de diversos países que estudam os aspectos da língua em uso discutiram a respeito das várias formas de linguagens que podem ser encontradas nas esferas profissionais. Participaram, aproximadamente, 1,4 mil apresentadores do mundo todo.

Fotos


: Professora da Fafiuv, Dnda. Karim Siebeneicher Brito.

 


Instituto Goethe

 

Assessoria de Comunicação
Coordenadora: Patrícia dos Santos de Souza
Acadêmica: Wannessa Stenzel 

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100