Aplausos regados de emoção marcam a criação do Nucathe


O Nucathe é resultado do empenho das professoras e acadêmicas do curso de Pedagogia da Fafiuv. A atividade fará um recorte da educação da década de 70   

            O sonho de manter viva e ampliar o conhecimento da história da educação agora é uma realidade para as professoras e acadêmicas do curso de Pedagogia da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras (Fafiuv). Uma cerimônia realizada na noite de 22 abril, no Salão Nobre da Instituição, marcou a criação do Núcleo de Catalogação de Documentos Histórico-Educacionais (Nucathe). A solenidade contou com a presença de autoridades, professores e acadêmicos dos cursos de Filosofia, Pedagogia e História.
            Para marcar o cerimonial o público contou com a fala da pró reitora de pesquisa do Centro Universitário Católico do Sudoeste do Paraná (Unics) de Palmas, professora Dr. Teresa Jussara Luporini. Teresa é chamada pelos docentes da Fafiuv pelo apelido carinhoso de professora T Ju. Na ocasião, ela parabenizou a iniciativa das professoras, acadêmicas e apoio da direção com a criação do Nucathe.
            A professora T Ju fez questão de lembrar da primeira reunião que aconteceu nos dias 11 e 12 de março em que o grupo de estudos da Fafiuv esteve no Unics para definir as equipes de trabalho e orientações sobre o Nucathe. No dia 19 de março o Grupo de Estudos e Pesquisas “História, Sociedade e Educação no Brasil” HISTEDBR de União da Vitória deu inicio aos trabalhos.
            A atividade tem como proposta firmar ações conjuntas entre o grupo de União da Vitória e de Palmas, abrangendo várias áreas do conhecimento, bem como, em nível dos arquivos pesquisados dar suporte à instituição para o registro da memória organizacional; verificação dos documentos; trato das informações; avaliação do que poderá ou não ser digitalizado.

Iniciativa
            A iniciativa para a criação do Nucathe é das professoras de Pedagogia Ms. Márcia Stentzler, Ms. Roseli B. Klein e Ms. Valéria Schena, com apoio dos acadêmicos Juliane Wladkowski; Amanda Grobi; Débora Rodrigues; Lauriano Rubbo; Karla Ferreira; Michelly Finks; Sandra Santos e Suzete Rossa Seger. Segundo a equipe, o núcleo tem por finalidade, no primeiro momento, catalogar documentos e obras relevantes para a História da Educação até a década de 70, e em seguida, também abrigar material significativo para pesquisas na área. “O objetivo é ampliar o conhecimento histórico-educacional através do desenvolvimento da pesquisa histórico-regional, resgatá-la e mantê-la viva. Temos esse dever enquanto educadores. É uma contribuição para com a história da educação brasileira”, afirma a professora e coordenadora do projeto, Márcia Stentzler.
             No Paraná a pesquisa é realizada nos núcleos de Ponta Grossa, Maringá, Palmas, Curitiba e agora em União da Vitória, abrangendo a Região Sul do Paraná e Norte de Santa Catarina.

Ousado e valioso
            A vice-diretora da Fafiuv, professora Ms. Leni Tretim Gaspari, não poupou elogios à equipe. Em sua fala a professora fez questão de afirmar que a Instituição vivencia um momento histórico educacional. “Parabenizo a equipe e afirmo que se trata de um projeto ousado e valioso. Como afirma o historiador Samuel (1990): ‘ a História local permite uma noção mais imediata do passado, dobrando uma esquina e descendo a rua’ ”.
            As palavras da professora Leni também foram compartilhadas pelo presidente da Fundação de Cultura de União da Vitória, Delbrai Augusto Sá e representando o Instituto de Ensino, Pesquisa e Prestação de Serviços (Ieps) durante o cerimonial, professor Dr. Eloy Tonon. De acordo com eles, “quem não desvenda a história do passado, não desvenda a história do presente”.

Metodologia
            A professora Valéria Schena explica que a atividade de catalogação das fontes primárias e secundárias permitirá que os dados aqui levantados contribuam para a formação de um Catálogo Nacional de Fontes da Educação Brasileira. O trabalho, hoje, se encontra centralizado na Faculdade de Educação da Unicamp. “A catalogação será feita em bibliotecas, escolas, faculdades e acervos da própria comunidade. A intenção é identificar a obra, incluir palavras – chave e um breve resumo do que se trata a obra. Vamos conhecer a história da educação através destes registros”.
            As acadêmicas também contaram com noções sobre a paleografia que é o estudo das escritas antigas para decifrar em especial as datas, sem distorcer nenhum dado; além de manter determinadas informações sob sigilo.

Documentos
            A professora Roseli B. Klein lembra que as pessoas que possuírem um acervo particular que entrem em contato pelo telefone da Instituição que é o 3521 – 9100. Os materiais catalogados que interessam ao HISTEDBR são cadernos escolares, atas, jornais escolares, cartilhas antigas, diários escolares e livros didáticos. “Contamos com a colaboração da comunidade para ampliar a nossa pesquisa”.

 

Fotos


Professora de Pedagogia e coordenadora do projeto, Ms. Márcia Stentzler


Pró reitora de pesquisa do Unics, professora Dr. Teresa Jussara Luporini e a vice -diretora da Fafiuv, professora  Ms. Leni Tretim Gaspari


Representando o Ieps, professor Dr. Eloy Tonon


Presidente da Fundação de Cultura de União da Vitória, Delbrai Augusto Sá


Público presente


Grupo de Estudos e Pesquisas HISTEDBR de União da Vitória

 

 

Assessoria de Comunicação
Coordenadora: Ana Paula Such
Acadêmica: Wannessa Stenzel  

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100