Projeto que trata a Geografia como necessidade de leitura de mundo é destaque na Fafiuv

O projeto é desenvolvido pelos professores e acadêmicos do Curso de Geografia

 

            Esta é uma equipe empenhada naquilo que faz. Empenhada em aprender, ensinar e agregar valores com a troca de experiência. Estamos falando da equipe formada por professores e acadêmicos do Curso de Geografia da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras (Fafiuv) que, no decorrer deste ano, desenvolveu o projeto intitulado A Geografia como necessidade de leitura de mundo: um diferencial na construção da identidade social do aluno. Este e outros projetos aprovados pelo Programa de Extensão Universidade Sem Fronteiras da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) foram destaques na Instituição.
            Os resultados do projeto de Geografia foram apresentados pela equipe formada pela professora coordenadora, Ms. Helena Edilamar Ribeiro Buch, graduado em Geografia, Alexandre Matos e os acadêmicos bolsistas Antonio Rodrigues Peixoto Junior, Dinara Izabel Guedes, Joelma Cristina Batista Nakalski, Liliane Aparecida Telles Holub e Márcio José Rockenbach. O projeto é orientado pelos professores do Colegiado de Geografia, Ms. Alcimara Aparecida Föetsch e Ms. Paulo Meira Rocha. De acordo com eles, os resultados foram os mais satisfatórios possíveis.
            A professora Helena explicou que o projeto surgiu por meio da pretensão de construir uma proposta que prepare o aluno para se localizar, compreender, reconhecer a problematização da realidade, formular proposições, reconhecer as dinâmicas existentes no espaço geográfico social, pensar e atuar criticamente em sua realidade tendo em vista a sua transformação e sustentabilidade, pois somente a integração de todas as perspectivas chega a uma compreensão sistêmica da realidade do aluno, de uma forma holística.
           Para tanto, segundo a professora, o espaço geográfico, objeto de estudo da Geografia, se apresenta como realidade imediata do aluno. O que significa dizer que esse fato traz uma importante reflexão no sentido de que o professor de Geografia deve ser capaz de atar as pontas entre o espaço vivido por seu educando e a teoria programática dos conteúdos sistematizados.
A partir de então o projeto foi sendo modelado. Como suporte foram utilizadas algumas temáticas abordadas na disciplina de Geografia: a modernização do modo de vida e sua relação com a problemática ambiental; a Cartografia como instrumento na aproximação dos lugares e do mundo; a Paisagem Cultural local, por fim e não menos importante, a utilização da informática e internet como ferramenta no Ensino da Geografia.
            A professora Helena acrescenta que o objetivo principal do projeto é o de contribuir com o ensino da Geografia no sentido de auxiliar na compreensão da dinâmica das paisagens culturais, da forma de representação do espaço geográfico, dos problemas ambientais e da utilização de novas tecnologias de informação como recursos metodológicos. 

Os quatro eixos
            Para melhor aplicabilidade, o projeto foi divido em quatro eixos: Modernização e Problemática Ambiental; Paisagem Cultural; A Cartografia na Leitura das Paisagens e do Mundo e Informática como Ferramenta no Ensino da Geografia.

Abrangência
            O projeto que teve inicio em maio deste ano prorrogou as suas atividades até o próximo ano. Sua área de abrangência envolve seis municípios, sendo Colégio Estadual Marina Marés de Souza em Paula Freitas, Colégio Estadual Monsenhor Pedro Busko em Paulo Frontin, Colégio Estadual Pedro Araújo Neto e Colégio Estadual Ana Boiko Olinquevicz em General Carneiro, Colégio Estadual Barão do Cerro Azul, Colégio Estadual Helena Kolody e Colégio estadual Estanislau Wrublewski em Cruz Machado, Colégio Estadual Casemiro de Abreu em Porto Vitória, Colégio Estadual Túlio de França e Colégio Estadual São Cristóvão em União da Vitória.

O projeto na prática
            Os integrantes do projeto afirmam que a experiência adquirida neste ano em sala de aula foi memorável. Para o acadêmico do 2º ano do Curso de Geografia, Antonio Rodrigues Peixoto Junior, o projeto visa dar um novo formato ao ensino levando aos alunos um conhecimento mais prático e não apenas teórico. “Trata-se de um diferencial na aprendizagem geográfica tanto para os alunos do ensino fundamental, quanto para nós os acadêmicos bolsistas do projeto, sendo uma oportunidade sem igual”. O acadêmico acrescenta que o projeto trouxe uma experiência não apenas didática, mas sim de vida.

Experiência em sala de aula
A acadêmica do 2º ano, Dinara Izabel Guedes, confirma que o objetivo do projeto foi o de apresentar um diferencial no ensino da geografia. “Para os alunos o projeto é uma oportunidade para se aprender os conteúdos de uma forma mais dinâmica e, para nós acadêmicos é uma grande oportunidade de adquirir experiência em sala de aula”.

Ponte entre o Ensino Superior e o Ensino Fundamental
            Para a acadêmica do 2º ano, Liliane Aparecida Telles Holub, o projeto faz uma ponte entre o Ensino Superior e o Ensino Fundamental. “Durante a aplicação do projeto o acadêmico perceberá se ele possuiu a vocação para tornar-se um educador”.
            Quem compartilha pela mesma opinião é acadêmica do 3º ano, Joelma Cristina Batista Nakalski. Ela define que a Educação Ambiental se apresenta como uma proposta educativa em busca de mudanças de hábitos, atitudes e práticas sociais que apontem uma solução para os casos de degradação sócio ambiental. “O projeto desenvolvido demanda novas propostas pedagógicas que facilitam o entendimento do aluno com a questão da Educação Ambiental”.

Trabalho em equipe
            O acadêmico do 3º ano, Márcio José Rockenbach, lembra que o sucesso do projeto foi atingido devido o espírito de equipe adquirido entre os integrantes do projeto.

 

Serviço: Maiores informações sobre o projeto A Geografia como necessidade de leitura de mundo: um diferencial na construção da identidade social do aluno pode ser adquiridopelo telefone (42) 3521-9100 ou pelo endereço eletrônico www.fafiuv.br

 

Fotos


Coordenadora do projeto, professora Ms. Helena Edilamar Ribeiro Buch juntamente com os acadêmicos bolsistas


Aplicação do projeto nas escolas

 

 

Assessoria de Comunicação  

Coordenadora: Ana Paula Such  

Acadêmica: Wannessa Stenzel 

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100