Casarão Domit: o museu particular de Santa Catarina

 

Acadêmicos do 1° ano de História visitam o espaço que marcou sua época

  

           Visitar o Casarão Domit, no interior de Irineópolis, é viajar 90 anos rumo ao passado. Uma casa muito moderna, para a década de 1920, com tecnologias absolutamente especiais para o período em que o Coronel Joaquim Domit, amigo de Hercílio Luz, impunha respeito e organização na região. Sua casa permanece com mobiliário origina, atualmente sob os cuidados de Roberto Domit de Oliveira, neto do coronel de origem libanesa.

           Em estilo colonial, com a parte externa restaurada e a interna em fase de restauração, a casa é um retrato do modo de vida de uma família elitilizada, moderna e organizada.

           A casa está na localidade de Vallões, na fazenda São Jorge, cerca de 2,5km da sede urbana do município e 4km do Rio Iguaçu com acesso pela SC- 460 km .  A propriedade faz divisa com as terras que pertenciam à Lamber (antiga serraria de Três Barras).

           Joaquim Domit veio para esta região no ano de 1918 como Delegado de Divisas para cuidar dos limites entre Paraná e Santa Catarina e apaziguar os ânimos do Contestado. Em 15 de agosto de 1928 o Coronel Joaquim Domit passou a morar em seu casarão. Joaquim casou-se com Sofia e dessa união nasceu Georgete – filha única, mãe de Roberto. O Coronel, como era chamado e conhecido, impunha autoridade e respeito na região.

           “Entender que um projeto cultural tem valor, mas infelizmente as pessoas que estão no poder público não têm essa visão”, segundo Roberto Domit é a maior dificuldade. “Eu tenho um projeto de vida que é preservar este casarão da minha família com características originais, para que as pessoas vejam como era uma família, uma casa e a história”, explica. “A única casa de madeira, existente no Brasil, mobiliada orginalmente dos anos de 1920” , completa.

           Domit recebe visitantes por agendamento, em turmas grandes ou pequenas. “É fundamental esta viagem para que os alunos conheçam um museu e vejam toda a organização deste local com sua história, bem interessantes, em nossa região”, argumenta a professora de Patrimônio Histórico Cultural, Aldanila Sequinelli, organizadora da viagem direcionada aos acadêmicos do 1º ano de História, ocorrida na terça-feira, 31 de agosto próximo.

 

Fotos

 

 

 

 

Assessoria de Comunicação

Coordenadora: Ana Paula Such

Acadêmica: Wannessa Stenzel 

Acadêmico: Sidnei Muran (Texto e Fotos)

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100