A importância da língua espanhola no contexto escolar

** Profª Ms. Silvia Regina Delong
Professora de Língua Espanhola da Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de União da Vitória (FAFIUV).

            A implantação do Mercosul (Mercado Comum do Sul), através da assinatura do Tratado de Assunção no Paraguai, em março de 1991 entre Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai provocou um desdobramento em vários setores da sociedade brasileira, dentre os quais o “boom” do ensino de espanhol como língua língua estrangeira no Brasil e, consequentemente, o aparecimento de muitos cursos, assim como a implantação da língua espanhola em escolas públicas e particulares.
            Florentino, em seu artigo publicado no ano de 2000 sobre “O ensino-aprendizagem da língua espanhola: um fenômeno crescente”, observa que o ensino da Língua Espanhola se espalhou rapidamente pelo Brasil devido as práticas econômicas, como as da globalização e da economia de mercado. Contudo, não é só o Brasil que se beneficia com essa interação sociocultural, mas os vários países que compõem o Mercosul. De acordo com o PCN (1999): “as Línguas Estrangeiras assumem a condição de serem parte indissolúvel do conjunto de conhecimentos essenciais que permitem ao estudante aproximar-se de várias culturas e, consequentemente, propiciar sua integração num mundo globalizado”.
            Deste modo, percebe-se uma preocupação maior com as Línguas Estrangeiras e espera-se que alunos e professores se envolvam com o ensino/aprendizagem da Língua Espanhola e se sintam cada vez mais inseridos e identificados com a cultura latinoamericana.
            Assim sendo, aprender uma língua estrangeira (neste caso específico, a língua espanhola) é aprender também a cultura dos povos que falam esta língua. Entretanto, como a língua espanhola é a língua oficial de 21 países (Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, República Dominicana, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Guiné Equatorial, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, Uruguai e Venezuela) faz-se necessário que se levem em consideração as variedades linguísticas.
            Deste modo, Sedycias (2005) em seu artigo “Por que os brasileiros devem aprender espanhol”, publicado no livro “O ensino do espanhol no Brasil: passado, presente, futuro, nos dá dez razões para aprender a referida língua. Vejamos a seguir:

-A língua espanhola é considerada uma língua mundial, ou seja, é uma das mais importantes línguas mundiais da atualidade e a segunda língua nativa mais falada no mundo.

-Como já foi mencionado anteriormente, é a língua oficial de 21 países.

-Importância internacional: o espanhol é, depois do inglês, a segunda língua mundial como veículo de comunicação internacional.

-A língua espanhola é muito popular como segunda língua. Nos Estados Unidos e no Canadá, o espanhol é a língua estrangeira mais popular, a mais ensinada nas universidades e nas escolas primárias e secundárias.

-Em quinto lugar vem o Mercosul. Pela primeira vez na sua história, a América Latina está não somente vivenciando um dos mais altos graus de crescimento econômico, tecnológico e industrial, como celebra também o primeiro acordo comercial de âmbito continental.

-A língua espanhola é a língua dos nossos vizinhos. Todos os países que fazem fronteira com o Brasil têm o espanhol como língua oficial, com exceção apenas da Guiana, Suriname e Guiana Francesa. O fato de sermos vizinhos é um motivo a mais para aprendermos sua língua e nos familiarizarmos com sua cultura.

-A sétima razão para que nossos alunos aprendam a língua espanhola é o turismo. A grande influência de turistas de língua espanhola no Brasil é cada vez maior.

-Em oitavo lugar está a crescente população que fala espanhol como primeira língua, nos Estados Unidos. Isso representa um gigantesco mercado de consumidores, com um poder aquisitivo de mais de 220 bilhões de dólares.

-Em nono lugar, o português e o espanhol são línguas-irmãs. Porém, é muito mais fácil para um brasileiro aprender espanhol do que um falante de espanhol aprender português. Isto se deve, principalmente, ao fato de o português ter mais sons vocálicos que o espanhol.

-E, por último destacamos a beleza e o romance. O espanhol é uma das línguas mais bonitas, melodiosas e românticas que o mundo já teve a felicidade de ouvir e que segundo o autor “Que outra língua, senão o espanhol, poderia dizer ‘eu te amo’ desta forma?: Mujer, si puedes tú con Dios hablar, pregúntale si yo alguna vez te he dejado de adorar”.

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100