Aulas de Informática com o Sr. Enio Montes Vieira


 
               Numa certa tarde, depois da aula de psicologia onde a professora Líris perguntou se teria possibilidade de alguma acadêmica ir ensinar algumas noções de informática para um senhor de 84 anos em sua casa, pois estava escrevendo um livro e tinha dificuldades, a turma até se mostrou interessada mais não eram todas que poderiam e outras não tinham muito conhecimento na área. Então fui falar com a professora e resolvi que eu iria encarar este desafio.
              Já havia conversado antes na faculdade com a esposa dele. Então marcamos o dia para eu conhecê-lo. Fui na sua residencia no dia 08 de julho, depois da aula, onde fui bem recebida, nos conhecemos e então ele me levou até um escritório que fica antes de sua casa, no mesmo pátio.
              O Senhor Enio Montes Vieira tem 84 anos e sofreu um derrame há dez anos e ficou impossibilitado de movimentar o lado direito do seu corpo. Mas, mesmo assim, com muita garra, determinação e fé, ele se dedica a um trabalho que vem estudando há treze anos, sobre o Apocalipse. Ele escreveu um livro que está datilografado, e esse ano ele comprou um computador e está revisando o livro para depois imprimi-lo e publicá-lo ou coloca-lo na Internet.
              Após conhecer este senhor e um pouco da sua história, marcamos que as aulas iriam ser sempre nas quartas-feiras, depois da minha aula na faculdade. Então passei a ir todas as quartas-feiras em seu escritório.
            Seu Enio passa a manhã e a tarde lá trabalhando em cima desse livro. As aulas passaram a ser trabalhadas baseadas do programa WORD, que ele estava usando e encontrando algumas dificuldades. O "Seu" Enio já tinha algumas noções adquiridas com algumas pessoas que foram em sua casa para ensiná-lo, mas as mesmas não tinham didática, e ele não queria que fizessem por ele, e sim que o ensinassem. Como ele não movimenta o lado direito do corpo a dificuldade é ainda maior, pois ele digita com a mão esquerda e somente como um dedo. Mas nem por isso sua determinação de concluir esse trabalho foi desanimada em algum momento.
            Eu fui de julho até outubro em sua casa, e toda a vez que eu aprendia algo com ele. Às vezes ainda recebo telefonema dele quando surge alguma dúvida, e se posso no mesmo dia vou até a sua residência e ajudo-o.
             Quando conheci aquele senhor, com suas limitações, e que para mim foi como estivesse ajudando um avô que não tenho mais, foi muito gratificante, pois quantas vezes queremos parar pelo caminho quando encontramos alguns obstáculos, e ele me mostrou que não importa a idade, nem mesmo as dificuldades, o que importa é o sonho que está dentro da gente e o desejo de realizá-lo.
 

 

Relatório de Estágio do Projeto Sempre é Tempo de Saber da Acadêmica do 1º ano de pedagogia,
Karine Fátima Fleitux

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100