Colegiado de Pedagogia da Fafiuv reinicia trabalho de recorte da educação das décadas de 50 e 70 do Vale do Iguaçu

A catalogação das fontes primárias e secundárias acontece no Colégio Santos Anjos de Porto União

 

           
            Manhã de terça-feira. Nem muito fria. Nem muito quente. Temperatura agradável o suficiente para permitir que o sol adentre pela janela servindo de inspiração para mais uma manhã de trabalho. A janela fica no Laboratório que foi construído na década de 40, no Colégio Santos Anjos, de Porto União. Lá trabalham com muita concentração a professora Ms. Roseli B. Klein, Maria Teresa, acadêmica do 2º ano de Pedagogia, Maria da Luz Stenzel, acadêmica do 1º ano de Pedagogia e a irmã Ângela Dalmolin, também acadêmica do 3º ano de Pedagogia. O trabalho destas educadoras consiste em manter viva e ampliar o conhecimento da história da educação das décadas de 50 e 70 do Vale do Iguaçu. A ação integra as atividades do Núcleo de Catalogação de Documentos Histórico-Educacionais (Nucathe).
            Entusiastas pela história da educação e apaixonadas pela arte de ensinar, as estudiosas da educação não esperam o tempo passar. Pelo contrário. O que elas querem é eternizar a história do ensino local. Para tanto, reiniciaram em fevereiro as atividades do Nucathe por meio da catalogação das fontes primárias e secundárias que acontece no Colégio Santos Anjos de Porto União, com 94 anos de história. O registro é feito por meio de fotografias. Também, o trabalho se concentra com a procura de manuscritos no Colégio Balduíno Cardoso e nas escolas que concentram grande número de imigrantes, como é o caso das cidades vizinhas de Cruz Machado, Mallet e São Mateus do Sul.

Contar uma história por meio de imagens
             A história do Colégio Santos Anjos é contada por meio de fotografias. Fase pré-escolar, formaturas, corpo docente e dicente, reuniões, festas, entre outras, são de extrema importância para o acervo histórico do Colégio. E importante também para as educadoras da Fafiuv. Segundo uma das coordenadoras do Nucathe, professora Roseli, ultrapassam mil fotos para serem catalogadas e que servirão para futuras pesquisas sobre a história da educação local.

Nucathe
            O Nucathe tem por finalidade catalogar documentos e obras relevantes para a História da Educação até a década de 50 e 70, e em seguida, também abrigar material significativo para pesquisas na área. “O objetivo é ampliar o conhecimento histórico-educacional através do desenvolvimento da pesquisa histórico-regional, resgatá-la e mantê-la viva”, afirma a professora Roseli.    
           A atividade tem como proposta firmar ações conjuntas entre o grupo de União da Vitória e a Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), abrangendo várias áreas do conhecimento, bem como, em nível dos arquivos pesquisados, dar suporte à instituição para o registro da memória organizacional, verificação dos documentos, trato das informações, avaliação do que poderá ou não ser digitalizado.
           No Paraná, a pesquisa é realizada nos núcleos de Ponta Grossa, Maringá, Palmas, Curitiba e agora em União da Vitória, abrangendo a Região Sul do Paraná e Norte de Santa Catarina.   

 Documentos
           As pessoas que possuírem um acervo particular podem entrar em contato com o Colegiado de Pedagogia pelo telefone da Instituição que é o 3521–9100. Os materiais catalogados que interessam a equipe de trabalho do Nucathe são cadernos escolares, atas, jornais escolares, cartilhas antigas, diários escolares e livros didáticos.

FOTO


Irmã Ângela Dalmolin, também acadêmica do 3º ano de Pedagogia, Maria da Luz Stenzel, acadêmica do 1º ano de Pedagogia, Maria Teresa, acadêmica do 2º ano de Pedagogia e a professora Ms. Roseli B. Klein

 

Assessoria de Comunicação
Coordenadora: Ana Paula Such
Acadêmica: Wannessa Stenzel  

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100