O CASARÃO DOMIT E SUAS HISTÓRIAS

* Jaquelline Maria Cardoso
 
 
              
No último dia 27 de agosto de 2011, nós, pós-graduandos do curso de História da Fafiuv, tivemos a oportunidade e a honra de visitar e conhecer, por iniciativa da Professora Ms. Leni Trentim Gaspari, a história “do lugar de memória” conhecido como Casarão Domit, construído em 1928, na cidade de Irineópolis, Santa Catarina. O Casarão foi edificado entre os anos de 1926 e 1928, tendo por proprietário o senhor Joaquim Domit. Seu neto Dr. Roberto Domit de Oliveira, nos recebeu de forma muito agradável e simpática e nos contou a história dessa linda casa.
            
Essa construção foi preservada com todo o mobiliário da época tornando-se um espaço de memória. O casarão representa um bem patrimonial a ser preservado pelo significado histórico e social que a liga a região. Nesse contexto, o desenvolvimento do estudo contribui para a preservação e valorização da história e memória, discutindo questões patrimoniais importantes à história local. O espaço físico da casa, seus móveis e adereços permitiu que pudéssemos conhecer suas características principais e mostrar as histórias escondidas dentro deste patrimônio e ainda dentro de cada cômodo, com intuito de preencher alguns espaços existentes e contribuir para que esse patrimônio seja elemento de interação com todos.
                  
A visita ao Museu Casarão Domit é uma experiência muito válida para que se possa fazer um resgate cultural de uma época, servindo para aperfeiçoar nosso conhecimentos ao observar os objetos da época, a arquitetura, tirar fotos como forma de registro e como forma de comparação entre uma época e outra e também criar a consciência de valorizar a cultura material e a preservação da memória local.
               
É de extrema importância tais estudos de campo, quando podemos associar a teoria com a prática como forma de reconstrução  de memórias e despertar  a consciência  dos nossos alunos para a preservação do patrimônio cultural. Conhecendo uma casa antiga, preservada, podemos fazer comparações, conhecer e imaginar como eram os costumes da época. Contar uma história, os acontecimentos, os fatos e a realidade de uma época diferente daquela que vivemos é importante, mas levar as pessoas e mostrar objetos antigos, contar como era a vida das pessoas dessa época, ter esse contato, torna o aprendizado muito mais importante e prazeroso
 
 
 
 
  
* Jaquelline Maria Cardoso é aluna da Pós Graduação em História da FAFIUV. Durante o módulo Patrimônio Cultural e Educação Patrimonial, ministrado pela professora Ms. Leni Trentim Gaspari, os alunos visitaram no dia 27 de agosto o Casarão Domit em Irineópolis, de propriedade do senhor Dr. Roberto Domit de Oliveira. O objetivo da atividade foi proporcionar aos professores cursistas uma reflexão sobre a possibilidade de se trabalhar com bens culturais e patrimônio histórico local/regional no processo ensino-aprendizagem de História, com finalidade de estimular o senso de preservação da memória social coletiva. A saída a campo para estudo in loco num espaço de memória possibilita aos cursistas oportunidades de perceber a materialidade concreta da preservação de um espaço com objetos de época e ainda perceber a memória como composição que visa dar sentido a experiências pessoais, passadas e presentes.

 

 

Assessoria de Comunicação
Coordenadora: Ana Paula Such
Acadêmica: Wannessa Stenzel

 

 

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100