FILOSOFIA

1. BREVE HISTÓRICO DO CURSO

1. Histórico
            O Curso de Filosofia da FAFIUV/UNESPAR iniciou suas atividades em 2007, atendendo à solicitação feita pelo Chefe do NRE de União da Vitória, que na ocasião apontava para uma grande necessidade educacional da região.
O principal objetivo do Curso de Filosofia é formar professores de Filosofia para atender a demanda regional, que aumentou consideravelmente após a aprovação da obrigatoriedade desta matéria no currículo do Ensino Médio a partir de 2008.
           Como o Estado do Paraná implantou a disciplina de Filosofia em todas as séries do ensino médio, este curso se tornou de suma importância para a Região de União da Vitória que conta com poucos professores habilitados para tal.
O Curso de Filosofia foi avaliado pelo Conselho Estadual de Educação (CEE) que emitiu o Parecer nº 697/06, de 20/12/206. A autorização ocorreu com o Decreto Estadual nº 173 de 13/02/2007. O Parecer do CEE 1º 225/2010 reconhece o Curso de Graduação em Filosofia (Licenciatura). O ato final do reconhecimento ocorreu pelo Decreto Estadual nº 1.211, de 03/05/2011, publicado no DOE em 03/05/2011.


2. Habilitação do Curso
O aluno egresso do Curso de Filosofia recebe o grau de Licenciado em Filosofia podendo atuar na Educação Básica, especificamente no Ensino Médio e nas séries finais do Ensino Fundamental.


3. Objetivos do Curso
            O Curso de Licenciatura em Filosofia tem como principal missão dois objetivos claramente definidos, nomeadamente, formar docentes com espírito crítico e capacitados para despertar em seus alunos o prazer pela reflexão filosófica e incentivar a pesquisa acadêmica em todos os seus níveis. Todavia, partindo dessa dupla ótica, pretende-se formar profissionais que valorizem, sobretudo, o pensamento independente e inovador, compreendendo e discutindo os diversos temas, problemas e sistemas filosóficos. Alem disso, busca-se promover a capacidade de interpretação e leitura de textos filosóficos e de outros campos do saber, bem como produzir um conjunto sistematizado de conhecimentos que auxiliem na produção teórica original. Neste sentido, pretende-se que o aluno compreenda a importância do pensamento filosófico como forma de preservação da liberdade individual e coletiva e ainda como um instrumento de transformação da realidade na qual estão inseridos, seja no Ensino Médio (pela Docência) seja em assessoria técnico-científica (pela pesquisa).
            Para atingir a qualificação para a docência e a pesquisa, o Curso de Filosofia oferece aos alunos a oportunidade de desenvolver atividades relacionadas ao Estágio de Docência em instituições escolares regulares e atividades vinculadas à pesquisa com a participação em eventos (internos e externos) e grupos de pesquisa.
            O Grupo de Pesquisa “Cultura, linguagem e conhecimento” é composto pelos professores que atuam no Curso de Filosofia e demais pesquisadores convidados, possuindo duas linhas de pesquisa: “O sagrado, a arte e a filosofia” e “Filosofia, política e transformação”.
A Licenciatura Plena em Filosofia ora postulada tem, portanto, como objetivo precípuo a formação de filósofos, aptos a atuarem no Ensino Médio e em outros níveis de ensino, bem como em atividades de pesquisa e de assessoria. É, pois, evidente que, nas condições atuais, este objetivo deve ser colocado em equilíbrio com dois outros, que são a formação  profissional do docente de Ensino Médio, tendo em vista a reintrodução da disciplina no currículo, e a formação complementar de estudantes de outras áreas.
Não se considera, entretanto, que deva haver uma separação drástica entre a pesquisa e a docência no Ensino Médio. Pelo contrário, deve haver um equilíbrio entre as duas finalidades principais do curso, de modo a não excluir, discriminatoriamente, uma ou outra das opções do aluno. Para tanto, o curso, proporcionará ao futuro educador a construção e o aperfeiçoamento de uma postura crítico-reflexiva face à realidade e ao próprio saber, explicitando-se nos seguintes objetivos específicos:
- Aprender a gênese do pensamento filosófico como marca da passagem para a compreensão mais racional do mundo e do homem.
- Contribuir para a melhoria de qualidade de ensino nas redes pública e privada do ensino fundamental e médio.
- Identificar a demanda e o espaço da filosofia no âmbito da política, da ética, da ciência e da própria vida do homem em sociedade.
- Analisar os pressupostos epistemológicos, antropológicos, metodológicos e profissionalizantes como suporte de uma visão crítica de totalidade que contemple os aspectos científicos, técnicos, artísticos e humanísticos de uma sociedade globalizada.
- Fornecer as condições de possibilidade para que o futuro educador de conta dos problemas existentes nas relações dos homens entre si e com a natureza.

     
4. Perfil do Profissional
           A graduação em Licenciatura em Filosofia visa proporcionar sólida formação ao estudante, por meio do estudo aprofundado dos temas que são os eixos da reflexão filosófica, tanto os legados pela tradição, quanto os vinculados às questões contemporâneas. O curso oferece uma visão ampla das questões do pensamento filosófico e do seu movimento histórico, assim como para a análise e reflexão crítica da realidade social em que se insere.
           O licenciado estará habilitado para enfrentar com sucesso os desafios e as dificuldades inerentes à tarefa de despertar os jovens para a reflexão filosófica, bem como transmitir aos alunos do Ensino Médio o legado da tradição e o gosto pelo pensamento inovador, crítico e independente.
          Os egressos podem contribuir profissionalmente também em outras áreas, no debate interdisciplinar, nas assessorias culturais etc.


5. Expectativa de aprendizagem
- Capacitação para um modo especificamente filosófico de formular e propor soluções a problemas nos diversos campos do conhecimento;
- Capacidade de desenvolver consciência crítica sobre conhecimento, razão e realidade sócio-histórico-política;
- Capacidade para análise, interpretação e comentário de textos teóricos, segundo os mais rigorosos critérios e procedimentos de técnica hermenêutica;
- Compreensão da importância das questões acerca do sentido e da significação da própria existência e das produções culturais;
- Percepção da integração necessária entre filosofia e produção científica, artística, bem como com o agir pessoal e político;
- Capacidade de relacionar o exercício da crítica filosófica com a promoção integral da cidadania e com respeito à pessoa, dentro da tradição de defesa dos direitos humanos;

 

6. Matriz Curricular
A matriz curricular do Curso de Filosofia compreende as exigências tradicionais dos cursos de licenciatura, bem como as horas de Estágio e as disciplinas necessárias para a formação de docentes. Ainda assim, para atender os prováveis interesses de estudantes que queiram seguir a carreira acadêmica, o curso oferece um leque de disciplinas que privilegiam a pesquisa na área. Especialmente as disciplinas optativas, com ementa variável, funcionam como um direcionamento e aprofundamento para os acadêmicos que porventura queiram seguir como pesquisadores.

 

Matriz para alunos ingressantes a partir de 2011

 

Disciplina

Carga Horária

Sem/

Código

 

Total

Estágio

Teórica

PCC

Anual

 

1ª SÉRIE

 

 

 

 

 

1

História da Filosofia Antiga

144

-

122

22

Anual

2

Filosofia Geral: Problemas Metafísicos

144

-

122

22

Anual

3

Sociologia Geral

144

-

122

22

Anual

4

Lógica

144

-

122

22

Anual

5

Leitura e Redação de Textos Filosóficos

72

-

60

12

Anual

6

Antropologia

72

-

60

12

Anual

 

SUB-TOTAL

720

-

608

112

 

 

2ª SÉRIE

 

 

 

 

 

7

História da Filosofia Medieval

144

-

122

22

Anual

8

Políticas Educacionais

72

-

60

12

Anual

9

Psicologia da Educação

72

-

60

12

Anual

10

Teoria do Conhecimento

144

-

122

22

Anual

11

Ética

144

-

122

22

Anual

12

Metodologia da Pesquisa Filosófica

72

-

60

12

Anual

13

Didática do Ensino de Filosofia

72

-

60

12

Anual

 

SUB-TOTAL

720

-

606

114

 

 

3ª SÉRIE

 

 

 

 

 

14

História da Filosofia Moderna

144

-

122

22

Anual

15

Estética e Filosofia da Arte

144

-

122

22

Anual

16

Optativa I (*)

72

-

60

12

Anual

17

Filosofia Política

144

 

122

22

Anual

18

Filosofia da Educação

72

-

60

12

Anual

19

Estágio Supervisionado em Filosofia I

200

200

-

-

Anual

 

SUB-TOTAL

776

200

486

90

 

 

4ª SÉRIE

 

 

 

 

 

22

História da Filosofia Contemporânea

144

-

122

22

Anual

21

Filosofia da Linguagem

72

-

60

12

Anual

22

Filosofia da Mente

72

-

60

12

Anual

23

Filosofia da Ciência

144

-

122

22

Anual

24

Optativa II (*)

72

-

60

12

Anual

25

Linguagem Brasileira de Sinais

72

-

60

12

Anual

26

Monografia

72

-

72

-

Anual

27

Estágio Supervisionado em Filosofia II

200

200

-

-

Anual

 

SUB-TOTAL

848

200

556

92

 

28

Atividade Complementar de Ensino

200

-

-

-

-

 

TOTAL GERAL DO CURSO

3.264

400

2.256

408

 

(*) São oferecidas quatro disciplinas optativas anuais, na 3ª e 4ª série, sendo obrigatório ao aluno cursar uma delas em cada fase. A constituição das disciplinas optativas segue dois princípios básicos: 1º) formulação de um grupo de disciplinas a ser oferecido periódico e regularmente, cujo caráter é favorecer o processo de especialização nem determinado campo da filosofia e/ou em áreas complementares ao seu estudo; 2º) oferta de disciplinas temáticas, que enfoquem áreas da filosofia de interesse crescente e geral, cuja demanda atenda a estudantes de diferentes áreas. A composição e oferta das disciplinas optativas, esta estruturada, portanto, em função de atender aos campos já consagrados do estudo filosófico não presentes na grade curricular fixa e, ao mesmo tempo, manter a flexibilidade atendendo as demandas discentes, possibilitando de forma planejada a oferta de novas disciplinas cujas propostas e conteúdos sejam definidos de acordo com o contexto, o interesse público e a disponibilidade dos docentes.

7. Ementas:

1ª SÉRIE

História da filosofia antiga
O surgimento da filosofia, a passagem da mitologia à filosofia; os pensadores pré-socráticos; a filosofia de Platão; a filosofia de Aristóteles; as ressonâncias da filosofia grega clássica.

Filosofia geral: problemas metafísicos
A questão da metafísica; o nascimento da metafísica em Platão; ontologia: a questão do Ser e dos entes; a metafísica segundo Aristóteles; as categorias; o conceito de verdade como correspondência; a interpretação escolástica dos conceitos aristotélicos; a questão do Cogito em Descartes; a querela Empirismo x Racionalismo; a filosofia transcendental de Kant; o questionamento da metafísica no séc. XXI. 

Sociologia geral
Estudar os conceitos sociológicos fundamentais para a compreensão das estruturas constitutivas da vida social; organização de grupos sociais, estrutura de classes, relações de trabalho e política, formação das instituições sociais.

Lógica
Definição e divisão da lógica, princípios da lógica formal. Estrutura do raciocínio, juízo, proposição, silogismo. Lógica dialética: conceito e categorias. Leis da dialética.

Leitura e redação de textos filosóficos
O Mito e a cultura. Os discursos do senso comum, científico, filosófico, poético e literário. A leitura do texto filosófico. O conceito na filosofia. O método na filosofia. A escrita filosófica. Argumento, silogismo e hipótese. Aforismos e ensaios. Aporia, analogia, ironia e metáfora.

Antropologia
A antropologia como campo de conhecimento; a antropologia e as demais ciências sociais; o social e o biológico; A evolução humana; As noções de natureza e cultura; As concepções de sociedade e cultura; O problema do etnocentrismo; Relações raciais no Brasil; o problema do racismo; contribuição dos negros no Brasil; O trabalho de campo.

2ª SÉRIE

História da filosofia medieval
A transição do pensamento antigo ao medieval; O legado dos gregos; O cristianismo e a filosofia; A Patrística Grega e Latina; Aurélio Agostinho; O gênero diálogos da Filosofia latina nas obras agostinianas; A ordem do mundo, as causas, o mal, o conhecimento sensível; Boécio e a Filosofia; A filosofia Bizantina (Pseudo-Dionísio Areopagita); Isidoro de Sevilha e o pensamento clássico; A Escolástica; A recepção medieval do pensamento Aristotélico; O trivium e o quadrivium; O pensamento escolástico, ordem e proporção; Tomás de Aquino; O problema dos universais; Metafísica medieval; Linguagem e pensamento; O fim da escolástica e a Filosofia Humanista;

Políticas educacionais
Educação e a realidade social brasileira. Sistema de ensino. Objetivos, organização e importância da educação. Estrutura e problemas do planejamento e da administração do ensino. Lei nº 9394/96 – as Diretrizes e Bases da Educação Nacional e Legislação correlata.

Psicologia da educação
Raízes da Psicologia no conhecimento filosófico. Concepções de desenvolvimento. Correntes teóricas. Processos básicos do comportamento. Psicologia da criança, da adolescência e da Personalidade. Sistemas teóricos de interpretação do processo ensino-aprendizagem.

Teoria do conhecimento
Conceito de teoria de conhecimento. A origem e as condições de possibilidade do conhecimento. Sujeito cognoscente. Objeto de conhecimento. Critérios de verdade. Paradigmas epistemológicos.

Ética
Definição de ética. Diferença entre ética e moral. A ética epicurista. Ética platônica. Ética Aristotélica. As virtudes. A justiça. Ética e moral em Kant. A crítica de Nietzsche à moral moderna. Problemas éticos contemporâneos.

Metodologia da pesquisa filosófica
Universidade e conhecimento: compromisso com a produção, transmissão e disseminação do conhecimento. Processo do conhecimento. Modalidades de trabalhos filosófico-científicos. Métodos e técnicas de pesquisa. Peculiaridade do método filosófico de investigação. Projeto de pesquisa. Relatório e apresentação do TCC.

Didática do ensino de filosofia
A Didática na perspectiva crítica e na perspectiva instrumental compreendendo: planejamento de ensino como ato decisório, filosófico, político, científico, técnico e a metodologia enquanto expressão sócio-política da prática pedagógica. Corpo e educação. Didática e metodologia no processo de construção do conhecimento em filosofia. A História do Ensino de Filosofia no Brasil; Reprodutivismo nas LDBs de 1961 e 1971; o lugar da Filosofia na Nova LDB (1996); Parâmetros Curriculares Nacionais para as Ciências Humanas e suas Tecnologias; Diretrizes Curriculares do Estado do Paraná para a Filosofia; propostas metodológicas atuais em Filosofia; o acesso à graduação.

3ª SÉRIE

História da filosofia moderna
Características fundamentais do pensamento moderno; surgimento do racionalismo científico e do antropocentrismo; Renascimento; ciência moderna, racionalismo, empirismo, pensamento kantiano.  

Estética e filosofia da arte
A poesia homérica. O conceito de mimese. A Poética de Aristóteles. Tragédia e comédia na Grécia Antiga. O padrão do gosto. Os juízos estéticos. Belo e sublime. A educação estética. O conceito de técnica. A indústria cultural. O cinema, o teatro e as artes plásticas.

Optativa I
Ementa definida a partir da escolha da disciplina.

Filosofia política
Implicações da relação entre filosofia e política. Teorias e doutrinas políticas. Modelos e sistemas de governo. Relações e doutrinas éticas. Ideologias e programas políticos de governo. Problemas e resoluções provenientes das investigações sobre política, filosofia, sociedade e cultura e suas implicações.

Filosofia da educação
Estudo dos fundamentos filosóficos da educação ocidental em perspectiva histórica; Apropriação da crítica contemporânea ao processo educativo; Reflexão acerca dos conceitos que fundamentam a prática educativa.

Estágio supervisionado em filosofia I
Relação entre as concepções filosóficas e sua utilização no ensino da filosofia na escola. Técnicas, recursos e habilidades no ensino de filosofia. Elaboração de projeto e apresentação de relatório das experiências desenvolvidas. 

4ª SÉRIE

História da filosofia contemporânea
O programa deste curso visa apresentar as características fundamentais do pensamento contemporâneo, focando principalmente seu desenvolvimento no período recente da história e relacionando-o com o contexto das crises e conflitos atuais dos séculos XIX-XXI. Os conteúdos trabalhados serão: Hegel - fenomenologia do espírito e dialética; Marx e a dialética da história; Niilismo de Schopenhauer; o positivismo de Comte; o Niilismo de Nietzsche; o utilitarismo de Mill; o existencialismo de Heidegger, o existencialismo de Sartre, a hermenêutica filosófica de Foucault, a escola de Frankfurt.

Filosofia da linguagem
A natureza do significado, da referência, do uso e do aprendizado da linguagem; compreensão e interpretação; a relação entre o pensamento, a linguagem e o mundo; a relação entre a lógica e a linguagem; a experiência e a linguagem; a teoria dos jogos de linguagem em Wittgenstein.

Filosofia da mente
A natureza da mente; os processos cognitivos; fisicalismo e reducionismo; funcionalismo; inteligência artificial; consciência e intencionalidade; externalismo semântico, social e causal-histórico.

Filosofia da ciência
O que é ciência; o método científico; a construção do objetivo na ciência; a crítica ao princípio de causalidade de Hume; o criticismo de Kant; a questão da falseabilidade em Popper; a epistemologia de Bachelard; a teoria dos paradigmas de Kuhn; a questão do método para Feyerabend.

Optativa II
Ementa definida a partir da escolha da disciplina.

Linguagem brasileira de sinais
Alfabeto. Expressões diárias. Frutas. Animais. Números.

Monografia
Trata-se de criar as possibilidades e orientar os alunos na pesquisa e produção escrita de um trabalho monográfico de conclusão de curso, capaz de verificar as habilidades e competências do aluno na investigação de algum tema da filosofia e na produção escrita de um trabalho que encerre e complemente a formação em filosofia.

Estágio supervisionado em filosofia II
Discutir sobre o estado atual da Filosofia no Brasil; viabilizar os suportes teóricos e práticos da atividade docente em Filosofia; oportunizar e orientar as primeiras experiências dos alunos de Licenciatura em Filosofia em salas de aula de Ensino Médio.


8. Corpo docente:
 
Prof. Dr. Antônio Charles Santiago Almeida
Graduado em Filosofia. Mestre em Ciências Sociais e Doutor em educação. Coordenador do Projeto de Extensão Capoeira na escola e Coordenador do Laboratório de Pensamento Social Gilberto Freyre. Trabalha com o pensamento social brasileiro e com filosofia política e sociologia. É autor dos livros: Filosofia Política. 1. ed. Curitiba: Intersaberes, 2015; Conceitos Políticos na Obra de Ortega y Gasset. 1. ed. Saarbrücken: Editorial Académica Española, 2013; Rasgos de Política, Educación y Cultura en Brasil. 1. ed. Dictus Publishing, 2013.

Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4744009T1

Prof. Dr. Armindo José Longhi
É Licenciado em Filosofia (1983) e Mestre em Filosofia (1990) pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). E Doutor em Educação, área de concentração Filosofia, História e Educação. O título de doutor foi obtido em 2005 na Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atualmente é professor efetivo com dedicação exclusiva na Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR). Na universidade desenvolveu atividades administrativas até o final do mês de junho de 2016 quando ocupou o cargo de Vice-Diretor da Faculdade. A partir de julho de 2016 exerce atividades de ensino, pesquisa e orientação no Curso de Licenciatura de Filosofia e no Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Filosofia, ambos os cursos são ofertados no Campus de União da Vitória. Também atua como docente no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento ofertado no Campus de Campo Mourão. É autor de diversos artigos, livros e capítulos de livros que resultaram das pesquisas desenvolvidas durante a carreira acadêmica. É membro do Conselho do Campus de União da Vitória.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/54850157851 54284

Prof.Ms.Claudio Cavalcante Junior
Bacharel e Licenciado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestre em Antropologia pela Universidade Federal Fluminense (PPGA/UFF). Professor da UNESPAR, campus União da Vitória, desde 2010. Atualmente realiza pesquisa na área de Antropologia com projeto intitulado "Associações Étnicas e Folclores Ucranianos: Atividades Culturais entre Ucranianos de Curitiba e União da Vitória".

Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4732963Y8

Prof.Ms.Estevão Lemos Cruz
Possui graduação e mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente é doutorando em Filosofia na Universidade Federal do Rio de Janeiro e professor da Universidade Estadual do Paraná. Atua nas áreas da Filosofia Antiga e Contemporânea (Platão; Aristóteles; Heidegger). Concentra seus trabalhos também na tradução de obras da filosofia grega e no estudo de questões da fenomenologia, da ontologia e da linguagem.

Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4744226J6

Profª.Drª.Giselle Moura Schnorr
Professora do Curso de Filosofia da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), Campus de União da Vitória e atual pró-reitora de extensão e cultura. Doutora em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Especialista em Organização do Trabalho Pedagógico, Setor de Educação (UFPR). Graduada em Filosofia (UFPR). Temas de interesse: Filosofia e Educação. Ensino de Filosofia. América Latina. Filosofia Intercultural. Educação Popular. Teorias Feministas. História das Mulheres.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7136004914851928

Prof.Ms.Leandro Costa
É Bacharel em Filosofia pela Faculdade Vicentina (2012), Mestre (2014) e Doutorando em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Atualmente é professor colaborador da Universidade Estadual do Paraná - Campus União da Vitória e atua nas áreas de Lógica, Filosofia da Linguagem e Metodologias de Pesquisa. É membro de grupos de estudo em Ética, Política, Epistemologia. Tem pesquisado sobre Lógica, Filosofia da Linguagem, Filosofia da Ciência e Filosofia da Religião. Suas pesquisas estão nucleadas no pensamento de Ludwig Wittgenstein.

CurrículoLattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4683590T5

Prof.ª.Drª.Renata Ribeiro Tavares da Silva
Renata Tavares é graduada em Filosofia, mestre em Ciência da Literatura e Doutora em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.  Professora adjunta do colegiado de Filosofia da UNESPAR, no campus de União da Vitória – PR, divide seu tempo entre a filosofia e a dança. Coordena o projeto Dança: Pensamento do Corpo, que faz parte do Programa Universidade Sem Fronteiras, e a Cia de Dança Residência, companhia de dança-teatro sediada no Campus da Universidade. É autora de Do Silêncio à Liberdade: Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres (Ed. Tempo Brasileiro, 2012) e organizadora de O Sagrado, a Arte e a Filosofia - volume II (Liberars, 2013) e do vocabulário de Pensamento Convite ao Pensar (Ed. Tempo Brasileiro, 2015).

Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4775700P5

Prof.Dr.Samon Noyama
Graduado em Publicidade e Propaganda pela UNESA (2003) e em Filosofia pela UFRJ (2006), com mestrado em Filosofia pela UFOP (2009) e doutorado em Filosofia pela UFRJ(2014), com estágio sanduíche na Universidad Autónoma de Barcelona (2012), sob orientação de Raúl Gabás Pallás. Realiza pesquisa de pós-doutorado na UFRJ sob supervisão de Rafael Haddock-Lobo. Foi professor de Filosofia no Ensino Médio em Niterói (RJ) e em Porto União (SC) no período entre 2005 a 2009. É professor adjunto do Curso de Filosofia da Unespar, onde atua desde 2009. Foi coordenador do Curso de Filosofia de 2011 a 2015. É membro do CALIC, comitê ligado à Iniciação Científica, e foi membro do Conselho Universitário entre 2014-2016. É um dos coordenadores do subprojeto de Filosofia do PIBID desde 2013. Na Filosofia se dedica fundamentalmente à Estética e Filosofia da arte, área na qual se concentram as orientações e publicações. Nos últimos três anos publicou cinco capítulos de livros. Acaba de publicar, em 2016, o livro Estética e FIlosofia da arte, pela editora Intersaberes.

Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4713447Y6

Prof.Dr.Thiago David Stadler
Bacharel e Licenciado em História pela UFPR (2007); Mestre em História pela UFPR (2010); Doutor em História pela UFPR (2015). Membro pesquisador do Núcleo de Estudos Mediterrânicos (NEMED/UFPR) e professor convidado do grupo de estudos Filosofia Antiga e sua Posteridade da UFSM. É professor Adjunto do curso de Filosofia da Unespar campus União da Vitória desde 2012 exercendo a função de coordenador do curso entre os anos de 2014-2016. Autor do livro O Império Romano em cartas: glórias romanas em papel e tinta (Plínio, o Jovem e Trajano 98/113 d.C.) publicado pela Juruá Editora em 2013; organizador do livro Escritos de Filosofia e Política publicado pela CRV Editora em 2014. Seus estudos concentram-se na área de História da Filosofia Antiga com trabalhos e orientações de monografia e iniciação científica acerca da noção de história, virtudes, morte, estoicismo.

Currículo Lattes: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4130867E0

 

 

Praça Coronel Amazonas, S/N - Centro Cx. P. 291 - CEP: 84600-000 - União da Vitória - PR - Fone/Fax: (42) 3521-9100